Marketing Jurídico Eficaz para Advogados Sobrecarregados

Descubra como usar sua própria rotina na advocacia para produzir conteúdos jurídicos de valor e prospectar clientes na internet.

por Alessandra Strazzi

12 de outubro de 2023

Comentáriosver comentários

Capa do post Marketing Jurídico Eficaz para Advogados Sobrecarregados

Resumo:

A rotina da advocacia é intensa, por isso dificilmente sobra tempo para criar conteúdos para postar no site e se manter ativo nas redes sociais. Neste artigo, explicamos estratégias simples para advogados conseguirem conciliar sua rotina profissional com o marketing jurídico, aproveitando as tarefas do dia a dia do escritório para gerar ideias e facilitar a criação. Compartilhamos exemplos práticos de como otimizar a produção, para manter a constância nas publicações e usá-las para prospectar clientes.

1) Introdução

Recentemente, participei de uma live sobre marketing jurídico com o pessoal do Cálculo Jurídico. Inclusive, vou deixar o link da live nas fontes para você conferir no Instagram e acessar quando quiser, ok? 😉

Nesse dia, respondi algumas dúvidas de leitores e um deles me perguntou: “Como conciliar a produção de conteúdo com a rotina da advocacia?”

🤗 Achei o tema bem interessante porque, muitas vezes, realmente é difícil o advogado encontrar tempo para produzir conteúdo para as redes sociais e outras mídias.

Além disso, o fato de existirem vários canais de publicidade, como Instagram, Facebook, blog, e-mail, sites e etc., demanda um tempo ainda maior dos advogados que desejam estar presentes na internet.

🤓 Por esse motivo, decidi escrever um artigo dando dicas de como conciliar a rotina exaustiva da advocacia com a criação de conteúdo. A ideia é lhe ajudar a fazer isso na prática, mostrando alguns caminhos!

Quero explicar a importância de se manter no seu nicho de atuação como advogado, para atrair clientes e aproveitar ao máximo sua experiência.

Também vou compartilhar 5 estratégias para você usar sua própria rotina para gerar ideias e produzir conteúdos jurídicos de valor. 😉

Diferentes redes sociais, dificuldade de se expor, falta de engajamento, normas da OAB…

O Marketing Jurídico ainda é um desafio para muitos advogados.

Mas afinal, existe uma fórmula garantida para atrair clientes na internet?

É claro que existe!

Eu compilei todo meu conhecimento de mais de 10 anos trabalhando com marketing jurídico digital e produção de conteúdo jurídico na internet em um guia: o ebook Marketing Jurídico Vencedor: Como Atrair Clientes Online

Meu objetivo com o livro é ensinar a você uma fórmula garantida para que os clientes encontrem você , sempre respeitando as normas da OAB!

Este ebook traz pra você os 5 Pilares da Prospecção Online

  1. Estratégias para você se destacar online e ser encontrado pelos seus clientes
  2. As novas regras de marketing jurídico da OAB
  3. Marketing Jurídico orgânico: branding, site, SEO, redes sociais, produção de conteúdo, cartão de visitas, WhatsApp, correio eletrônico e mais!
  4. Marketing Jurídico pago: como chegar aos clientes com anúncios de forma ética e eficiente
  5. Tudo o que você precisa para montar e ter sucesso com um escritório de Advocacia digital

👉 Então clique aqui para se tornar um ímã de clientes através da internet! 😉

2) Se mantenha no seu nicho!

🧐 A primeira lição que considero fundamental para quem deseja conciliar a produção de conteúdo com a advocacia é se manter no seu nicho. Com essa atitude, fica muito mais fácil escrever!

Focar na sua área de atuação ao elaborar suas publicações é a forma mais eficiente de divulgar o seu trabalho, estabelecer autoridade e prospectar de clientes.

🙄 Sabe aquela “dica” que muitos advogados recebem quando começam a sua atuação: “Você precisa trabalhar com todas as áreas, aceite qualquer ação.”

Isso não costuma dar certo, justamente por conta da complexidade do direito e a quantidade de campos.

Posso dizer que isso vale também quando o assunto é a produção de conteúdo! Foque em escrever sobre o nicho que você já atua e assuntos que você já domina, porque é mais fácil pesquisar fontes e elaborar material assim.

🤔 “Alê, entendi. Mas e se eu desejar uma mudança de nicho na advocacia?”

Essa é a “mágica” da produção de conteúdo. Você pode aproveitar o marketing jurídico inclusive para auxiliar na mudança de área, se for sua vontade.

⚖️ Imagine que o Dr. José advoga no cível, em um escritório de uma grande cidade e deseja mudar para a advocacia previdenciária, retornando para um pequeno município do interior. Divulgar materiais sobre o direito previdenciário no Instagram ajuda na transição.

Afinal, as pessoas que vão ver aquilo entendem que há uma autoridade no assunto e, ao chegar na nova localidade, a perspectiva sobre o advogado já é a de especialista. Muito show né?

Ao mesmo tempo, ao produzir o conteúdo, você já está estudando e melhorando seu conhecimento para atuar na nova especialidade!

Por esse motivo, independente se você já advogar no nicho ou desejar migrar para ele, não se esqueça: foque em uma área para a produção de conteúdo de marketing jurídico. Assim você não se perde e aproveita o melhor de um campo que em regra já conhece. 🤗

2.1) Foco na produção

Costumo dizer que o perfeito não pode ser inimigo do bom!

Nem sempre você estará no seu melhor dia para escrever e pode ser que seus conteúdos não saiam como esperava, mas isso não pode lhe impedir fazer as publicações.

Disciplina e consistência são fundamentais. O começo será mais difícil mas, depois de um tempo, tudo flui mais fácil, mais rápido e os resultados aparecem.

Por isso, é tão importante você dedicar uma parte do seu tempo a sempre estar produzindo. Mesmo que não fique perfeito, se seu trabalho na produção de conteúdo for constante, você estará na ativa publicando e aprendendo a cada postagem.

Reserve um horário na sua agenda para fazer as atividades relacionadas a produção de conteúdo. Não precisa, de início, ser um longo período, mas precisa ter um tempo dedicado, ok?

🧐 Aliás, esse é mais um motivo para você focar no seu nicho, porque em regra demora menos para produzir materiais sobre uma área que você conhece mais!

3) 5 Dicas para Conciliar a Rotina da Advocacia com Produção de Conteúdo

Agora que já expliquei os pontos principais sobre a importância do foco e da constância em produzir seus materiais, chegou a hora de ver como isso pode ser feito na prática.

Para isso, vou passar 5 dicas para você conciliar a rotina da sua advocacia com a produção de conteúdo, com base na minha experiência e nos resultados que obtive ao longo de tantos anos publicando artigos na internet! 😉

3.1) Aproveite as dúvidas

A primeira dica é aproveitar dúvidas de clientes, leitores, colegas, e até as suas próprias, para definir sobre o que você pode falar. As discussões que ocorrem em grupos de Facebook, WhatsApp e no LinkedIn também podem ser aproveitadas.

🤔 “Ué, Alê, como isso funciona?”

Basicamente você usa as dúvidas interessantes que aparecem nas suas redes para definir o assunto da sua produção de conteúdo, levando sempre em conta o nicho da sua atuação!

Por exemplo, imagine que você está no grupo de WhatsApp do seu condomínio e surge a dúvida se o síndico precisa contribuir com o INSS. Ou então um cliente chega no escritório perguntando como é feito o cálculo da pensão por morte para os filhos.

Pronto! Estão aí ideias de temas para artigo, post no LinkedIn ou até mesmo um stories para o Instagram.

Ah! E depois que você começar a publicar o seu conteúdo, é natural que os leitores, sejam eles leigos ou pessoas da área jurídica, comentem suas publicações.

🤗 Essa é outra ótima fonte de assuntos para a sua produção de materiais, viu? Você não só mantém o contato direto com quem está atento a suas redes sociais, como também entrega publicações de interesse para essas pessoas.

3.2) Notícias dos Tribunais

Outra dica que posso passar para quem desejar aproveitar melhor o tempo e conseguir conciliar a advocacia com o marketing jurídico é ficar de olho nos julgamentos. Principalmente de temas relevantes para o seu nicho.

👩🏻‍⚖️👨🏻‍⚖️ Digo isso porque muitas vezes as notícias de decisões dos Tribunais nos casos concretos nos dá ideias para produzir o conteúdo. Isso sem contar que normalmente essas mesmas fontes ainda entregam informações importantes para artigos, vídeos e posts.

Por exemplo, escrevi bastante sobre a Revisão da Vida Toda quando estava acompanhando o andamento do julgamento do Tema n. 1.102 do STF.

⚖️ Também costumo sempre olhar as notícias sobre as pautas da Turma Nacional de Uniformização. Faço isso porque os Temas da TNU são muito relevantes para o direito previdenciário.

Essas são só algumas situações que mostram como as notícias dos Tribunais podem ajudar a conciliar a rotina de advogado com a produção de conteúdo. É uma fonte geralmente confiável e com fácil acesso.

De quebra, ainda ficamos sempre atualizados com a jurisprudência, o que é excelente!🤗

Mas, atenção: use o que o judiciário noticiou apenas como base, não dá simplesmente para “copiar e colar”.

Isso porque a linguagem costuma ser muito difícil e o público leigo não consegue entender. Até para nós, advogados, alguns assuntos são super complexos e precisamos ler mais de uma vez para compreender, né?

Então, explique os temas de uma forma simples, com uma linguagem acessível e clara para o seu público. Se o conteúdo não for em vídeo, invista em imagens com um design bonito e que chame a atenção do leitor.

Sei que podem parecer meros detalhes, mas são esses pequenos cuidados que vão destacar a sua produção de conteúdo daquilo que a maioria dos advogados fazem na internet!

Está gostando do artigo? Clique aqui e entre no nosso grupo do Telegram! Lá costumo conversar com os leitores sobre cada artigo publicado. 😊

3.3) Suas petições

Isso me leva a outra dica que é sensacional para quem está advogando, quer produzir materiais para a publicidade, mas está com muito pouco tempo disponível.

Uma das fontes mais interessantes, confiáveis e familiares para você escrever seus conteúdos está bem na sua frente. Literalmente, aliás! 😂

Estou falando das suas petições : as manifestações, recursos e outros tipos de peças processuais ou administrativas.

Você pesquisou, narrou fatos, direito e fez uma argumentação daquelas, né? Então, dá para extrair ótimas ideias e até mesmo o próprio centro do conteúdo delas.

Imagine que interessante para um advogado previdenciarista fazer um artigo sobre a retroação da DICaproveitando uma petição inicial administrativa. Isso poupa tempo, fica no nicho de atuação e garante fácil acesso aos pontos principais do tema.

Mas, as cautelas nesse caso também existem, porque não dá para tratar a produção de conteúdo de marketing jurídico com uma peça processual. 🧐

Por esse motivo, é importante tomar muito cuidado com o “juridiquês” e adequar a linguagem ao seu público. Além disso, levar em conta o local de publicação é fundamental.

⚖️ Uma postagem no Instagram e um artigo em um blog podem tratar do mesmo assunto, mas têm estilos um tanto quanto distintos. Além disso, os dois não são escritos da mesma forma que uma petição judicial, por isso é preciso uma adequação e revisões no material!

3.4) Reproposite conteúdo

Outra atitude que auxilia bastante a ganhar em produtividade em meio à rotina intensa da advocacia é repropositar conteúdos. E não é nada complexo fazer isso.

📝 Por exemplo, você pode transformar um artigo em um vídeo para o YouTube e depois selecionar “cortes” de partes do vídeo para postar nas redes sociais.

Essa é uma boa dica para quem está começando, costuma produzir apenas um tipo de conteúdo e quer ampliar para outras mídias.

Imagine que a Dra. Sandra, advogada civilista, produz uma série de materiais para postar no LinkedIn. Seus posts são sobre o direito sucessório, divórcio e assuntos relacionados. 🧐

Ela deseja começar a usar mais o Instagram como forma de publicidade para o seu escritório, porque entende que pode conseguir boa audiência por lá.

Para atrair mais atenção e, consequentemente, prospectar os clientes, a Dra. Sandra pode repropositar um post do LinkedIn como roteiro de vídeos para reels ou stories no Insta. Como o conteúdo já está pronto, é muito mais rápido do que produzir do zero.

🤓 É claro que como cada rede social ou mídia é diferente e costuma ter um público específico, além de critérios distintos de ranqueamento, o ideal é produzir tudo direcionado para cada plataforma.

Mas, principalmente no início (em que não temos tanto tempo pra produzir e nem uma equipe de profissionais para nos ajudar), a técnica de reproposta de conteúdos é uma ótima pedida!

3.5) Tenha uma lista de ideias

A última dica de hoje ajuda demais no planejamento do conteúdo: ter uma lista de ideias.

🧐 Quem tem um tempo maior para se dedicar à produção, pode não sentir tanta dificuldade e sempre estar inspirado para escrever.

Mas aqueles que tem uma rotina apertada na advocacia e querem conciliar ela com a criação de postagens para publicidade, sofrem muitas vezes com a falta de inspiração ou cansaço. Daí a importância da lista de ideias!

📝 Pode ser um arquivo, uma planilha ou uma pasta, desde que seja de fácil acesso e tenha uma boa capacidade de edição, com armazenamento razoável. Eu já usei o Google Keep e hoje uso o Trello para isso (tenho uma coluna só de ideias).

Esse vai ser o lugar para você colocar as ideias que não pode usar imediatamente, mas que acredita que serão úteis no futuro. Sabe aquele post no Instagram que lhe gerou uma inspiração? Então, salve o link ou dê um print!

O melhor é que dá para salvar não apenas temas para a produção de conteúdo, mas também ideias de formatos. Por exemplo, um carrossel de imagens no Instagram, a edição de um vídeo do Youtube que você gostou etc. 🤗

Aliás, ficar atento às redes sociais, sites de destaque em conteúdos jurídicos e bons canais no Youtube é uma ótima forma se manter por dentro das novidades e tendências de conteúdos.

E você não precisa ficar restrito ao Direito, viu? Abra sua mente e busque inspirações em outras áreas, você vai se impressionar com a quantidade de novas ideias de irão surgir!

Por exemplo, se leu um post sobre finanças e gostou da simplicidade do autor para explicar atualização monetária, salve na sua lista para servir de inspiração quando você for criar conteúdo sobre liquidação de sentença.

Aliás, ter uma pasta no próprio computador ou na nuvem para guardar links, prints e arquivos é fundamental. Será seu “baú do tesouro” de inspirações para uma boa produção de marketing jurídico.

Por fim, antes de irmos para a conclusão, quero deixar mais uma dica para nossos leitores previdenciaristas!

🤗 Escrevi um artigo completo sobre o princípio do tempus regit actum e como pode ser usado para garantir o melhor benefício para os segurados, fundamentando decisões de direito adquirido.

Depois corre lá para conferir, está cheio de informações que vão ajudar demais nas suas análises!

4) Conclusão

🧐 Conciliar a rotina da advocacia com seu marketing jurídico pode ser um desafio , principalmente na questão do tempo para a produção de conteúdo.

Por isso, quando ouvi a pergunta na live com os parceiros do Cálculo Jurídico, na hora pensei em trazer o assunto para vocês. Afinal, muitos advogados querem aproveitar mais as redes sociais para publicidade, mas tem dúvidas sobre como conseguir fazer isso.

🤓 No artigo de hoje, compartilhei os 2 pontos principais para otimizar sua produção de conteúdo e garantir resultado: focar no seu nicho de atuação e manter a consistência.

Também trouxe 5 dicas de como você pode conciliar advocacia com a criação de conteúdos!

Aproveitar as dúvidas dos clientes, leitores e colegas é interessante, assim como ficar de olho nas notícias dos Tribunais. Usar as suas petições como base para escrever sobre os temas e repropositar suas publicações também é excelente.

E não esquece de criar uma lista de ideias , viu? Ela será sua melhor amiga para sempre ter boas inspirações para o seu material!

Se você tiver mais alguma dica de produção de conteúdo para advogados, aproveita para compartilhar aqui nos comentários. Vou adorar saber as estratégias e trocar experiências com vocês! 😉

E não esqueça de conferir o ebook Marketing Jurídico Vencedor: Como Atrair Clientes Online.

👉 Clique aqui para se tornar um ímã de clientes através da internet! 😉

Fontes

Além dos conteúdos já citados e linkados ao longo deste artigo, também foram consultados:

Live sobre marketing jurídico (Alessandra Strazzi e CJ)

3 Formas de encaixar a produção de conteúdo na sua rotina diária

Encaixando a produção de conteúdo na sua rotina diária

Alessandra Strazzi

Alessandra Strazzi

Advogada por profissão, Previdenciarista por vocação e Blogueira por paixão.

Deixe um comentário aqui embaixo, vou adorar saber o que você achou!


Artigos relacionados